Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Consultório da Prof. Dra. Virulina Injetável

O Consultório da Prof. Dra. Virulina Injetável tem como missão patriótica comentar diária e disparatadamente grandes questões disparatadas que atormentam o bom povo português. Pergunte que eu disparato!

Consultório da Prof. Dra. Virulina Injetável

O Consultório da Prof. Dra. Virulina Injetável tem como missão patriótica comentar diária e disparatadamente grandes questões disparatadas que atormentam o bom povo português. Pergunte que eu disparato!

É verdade que Bill Gates infetou os computadores com vírus em 1981 para vender programas antivírus e agora, em 2020, infetou as pessoas com vírus para vender vacinas?

Prof. Dra. Virulina Injetável, 25.01.21

Corretíssimo! Toda a gente sabe que Bill Gates andou a infetar os computadores por telepatia em 1981 através de uma técnica pioneira na época.

Isolava-se em sua casa e entrava em transe, focando a sua poderosa mente no computador alvo. Este, não conseguindo resistir à vontade poderosíssima do cérebro nem aos poderes místicos do Bill Gates, acabava por ficar enfraquecido e abria a porta COM ou mesmo, em alguns casos, permitia o acesso à drive do floppy disk. Bill Gates, aproveitando esse momento de fraqueza, enviava por telepatia um vírus que ele próprio tinha inventado na garagem e que ficou mais tarde conhecido como o Vírus do Bill. E assim, computador a computador, infetou todos os computadores do planeta.

Depois, foi só colocar os floppy disks com o antídoto, que ele tinha tido o cuidado de desenvolver em segredo de parceria com um génio informático chinês, o senhor Vai La Tu, na mala de cartão da Linda de Susa e ir vendê-los porta a porta, juntamente com as enciclopédias do Círculo de Leitores e as Seleções do Readers Digest, de que era vendedor ambulante.

Foi assim que ficou milionário.

Amanhã explicarei como conseguiu fazer algo muito semelhante em 2020 com o SARS-CoV2.

# Disparate 13